Amicacina - Antibiotico


Os antibióticos são substâncias que matam as bactérias, que são organismos unicelulares. Quando uma bactéria passa por nosso sistema imunológico e começa a se reproduzir dentro de nosso corpo, causando infecções. Então, matamos essas bactérias para eliminamos a infecção.
Certas bactérias produzem compostos químicos que danificam ou debilitam partes dos nossos corpos. Em uma otite média, por exemplo, as bactérias já entraram no nosso ouvido. O corpo, como resposta, age com o objetivo de matar as bactérias, mas o próprio sistema imunológico acaba produzindo uma inflamação. A solução então é tomarmos um antibiótico para matar as bactérias e eliminar a inflamação.
O antibiótico é um tipo de veneno seletivo, que foi escolhido porque irá matar a bactéria desejada sem afetar as células do nosso corpo. Cada tipo diferente de antibiótico afeta bactérias diferentes de maneiras diferentes. Por exemplo, um antibiótico pode inibir a capacidade de uma bactéria específica de transformar glicose em energia ou de construir sua parede celular. E quando isso acontece, a bactéria morre em vez de se reproduzir. Ao mesmo tempo, felizmente, o antibiótico age apenas sobre o mecanismo de construção da parede celular da bactéria, deixando as células humanas intactas.
Para o sucesso do tratamento com Antibióticos é necessário seguir rigorosamente o tratamento médico prescrito, caso contrário, é possível obter-se um efeito reverso, que se chama resistência bacteriana, quando a bateria adquire resistência a antibiótico, tornando-o ineficaz.
Já no caso dos vírus, os antibióticos não têm uso nenhum, já que não conseguem matar os vírus. Uma bactéria é uma forma de vida viva e que se reproduz. O vírus, para se reproduzir, injeta seu DNA ou RNA dentro de uma célula viva e faz com que essa célula reproduza mais unidades do DNA viral. Embora os antibióticos não consigam matar os vírus, foram descobertos nos últimos anos vários medicamentos antivirais que permitem o tratamento de doenças como a Aids.